sábado, 2 de dezembro de 2017

Done, negocio fechado , de Jacques Peretti

Como dizia Mr Spock, é fascinante. O monstro destroi o que nos é caro, mas é fascinante ele existir, estudar a forma de evitar os seus malefícios. Refiro-me a episódios do Espaço 1999.
Que podemos imaginar serem metáforas.
Da corrupção, por exemplo, da manipulação da maioria por minorias, também por exemplo.
O que me leva a acreditar no que Jacques Peretti, jornalista de investigação na BBC (fascinante também, como na Inglaterra existem o melhor e o pior) diz no seu livro Done, negócio fechado. A mensagem principal é que as grandes necessidades do homem atual são o resultado da invenção de problemas para alguns ganharem muito dinheiro a vender as soluções à maioria. E depois é ver os arautos a garantir, nos congressos e seminários, que quem não acompanhar s inovações será destruido. Enfim, será uma variante do dogma religioso que ameaça os pobres fieis com o inferno se não forem seguidas as regras da religião...

https://vidaself.com/prod/done-negocio-fechado/ 
https://www.fnac.pt/Done-Negocio-Fechado-Jacques-Peretti/a1388275
http://silenciosquefalam.blogspot.pt/2017/11/livro-de-jacques-peretti-revela-os.html

Destaco:
- a furia desmaterializadora que quer reduzir todas as transações a app em smartphone, suprimindo por exemplo os identificadores da via verde, os cartões com chip dos títulos de transporte, as notas e moedas...
- o combate à evasão fiscal na economia paralela, que, sendo positivo, tem outra face perversa de aumentar a receita fiscal a partir dos pobres permitindo baixar a contribuição dos ricos, que assim terão mais dinheiro nos off-shores (se os governos entretanto não tomarem medidas rigorosas conforme explicou Picketty). Será apenas mais uma manifestação do teorema da conservação, existe uma transferencia, mas o volume global mantem-se.



Sem comentários:

Publicar um comentário