quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Demasiado grave se é verdade, e a notícia diz que o tribunal disse que sim

Segundo o DN de 6 de novembro de 2017, um tenente da GNR denunciou há mais de 10 anos atos de corrupção e de negócios ilícitos por um comandante da escola prática da GNR. O caso foi julgado e este condenado. Mas internamente o tenente foi alvo de processo disciplinar e vitima de uma carta anónima não tendo sido provada nenhuma acusação em julgamento a que foi sujeito.
É um dos defeitos da sociedade portuguesa, provavelmente por deficiente ordenamento jurídico e assunção dos conceitos fundamentais  da prática jurídica (a independencia do poder juridico não pode isentá-lo da monitorizaçao e do rastreio das investigações e julgamentos):  as quintinhas e grupos de interesses defendem-se bem e atacam como tubarões quem os denuncia.
Se é verdade o que diz a noticia, é gravissimo.

https://www.dn.pt/portugal/interior/mourato-nunes-o-general-amigo-a-quem-costa-tentou-dar-uma-quarta-estrela-8896430.html

Sem comentários:

Publicar um comentário