sexta-feira, 8 de junho de 2012

A proposta de lei centralizadora

A carta de José António Costa Martins Moreira, que se pode ler na ligação abaixo, reflete a preocupação, por parte de quem tem experiencia na problemática desportiva, sobre a legislação centralizadora e limitativa do associativismo e do progresso desportivo do País expressa na proposta de lei 63/XII.


A verdade dos argumentos não se restringe ao campo desportivo.

São, sem dúvida causas que se opõem ao progresso do País, a centralização, a falta de confiança na capacidade de iniciativa das cidadãs e cidadãos, a burocracia dos aparelhos (partidários ou institucionais), o predomínio do interesse de grupos (económicos ou profissionais) e a crença de que os salvadores da pátria é que sabem.
Entendo esta carta como um apelo às iniciativas da sociedade civil, e ao direito à expressão sobre assuntos em que se tem experiencia.
Embora longa (felicitações ao DN por não a ter resumido), convido à sua divulgação.

http://www.dn.pt/inicio/opiniao/opiniaodoleitor.aspx?content_id=2596890&page=-1





Sem comentários:

Publicar um comentário