segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Quebra cabeças (brain games) na RTP2

Por acaso, ou porque a programação dos outros canais estava entediante para mim (futebol, telenovelas, novidades da Apple, moda, destinos turísticos... que pena que eu tenho de ser do contra...) dei com o programa Quebra cabeças (brain games) na RTP2.
É um programa interessante, com jogos e testes.
http://www.rtp.pt/programa/tv/p32221

Chamou-me a atenção a indicação de que a evolução do cérebro humano é no sentido da capacidade de sentir compaixão, empatia. Testes com bébés comprovam-no. Mas haverá cerca de 1% da população com distúrbios graves de falta de compaixão e empatia, são os psicopatas.
Mais dizia o programa que o estímulo da competição não é bom para as crianças e contraria o sentido da evolução do cérebro.
Será que os psicólogos clínicos deste programa estão a avaliar negativamente as tendencias para triunfar no mundo económico pela ambição e competição, associando-as a indícios mais ou menos crescentes de psicopatologia?

Pena a audiencia da RTP2 ser restrita. Eleitores bem informados, nomeadamente com as razões psicológicas que determinam o seu sentido de voto, poderiam votar doutra maneira. Também a psicologia explicará o comportamento dos grupos económicos e dos seus atores, e a porção de psicopatologia neles presente.

Já Joana Amaral Dias tem um livro interessante sobre alguns psicopatas que tiveram poder em Portugal ao longo da história.

Interessante, a explicação da psicologia clínica do mundo que nos rodeia. Será que os grandes economistas que estruturaram no século XX a teoria económica neo-liberal, defendendo que o egoismo do agente económico serve o interesse geral (esquecendo que Adam Smith também falou na responsabilidade social) foram vítimas de uma psicopatologia por falta de empatia?

Sem comentários:

Publicar um comentário