terça-feira, 27 de agosto de 2019

Aplicação de energia solar diretamente à ferrovia

https://revistacargo.pt/primeira-linha-ferrea-totalmente-movida-a-energia-solar-ja-entrou-em-accao-no-sudoeste-de-londres/?utm_source=Revista+Cargo+%7C+Site&utm_campaign=e4547e1e29-RSS_EMAIL_CAMPAIGN&utm_medium=email&utm_term=0_294add96a1-e4547e1e29-53314843

Com a devida vénia à Revista Cargo. Não é ainda a alimentação direta da tração, mas apenas a alimentação da sinalização e dos auxiliares, mas a ideia é autonomizar o troço incluindo a tração, sem passar pela rede elétrica. A analisar, na eliminação do diesel, a possível substituição pelo hidrogénio ou pelas baterias. Na Holanda já se pratica a alimentação integral a partir da energia eólica. Também curiosa uma noticia da Railway Gazette, o operador principal canadiano decidiu instalar colmeias nos telhados das suas estações para proteger as abelhas. Por cá, onde há 50 anos  CP vendia figos dos quintais das suas estações e ganhava dinheiro com isso, discutimos o sexo dos anjos e há quem acredite firmemente no metrobus para substituir linhas férreas suburbanas.

Sem comentários:

Publicar um comentário