terça-feira, 14 de julho de 2009

Economicómio XV – o deficit das contas públicas

Leio hoje no DN que o deficit nos USA atingiu cerca de 800 mil milhões de euros. Como sou ignorante em Economia, fiquei sem ter a certeza de que este valor será a diferença entre as despesas e as receitas desde o inicio do ano (a menos das variações dos activos e da moeda, dizem os manuais).
Mas o que interessa para o caso, como não temos bem a noção precisa da grandeza (o deficit em Portugal será este ano cerca de 6 mil milhões de euros e o PIB de 160 mil milhões de euros?), é que os economistas dos USA começam a preocupar-se com as ameaças de inflação (pudera, com aquele esforço de guerra) e de aumento das taxas de juro.
Nós por cá, desde o sr Trichet do BCE, achamos que que o que é bom é taxas de juro baixas e inflação nula.
Eu, que sou ignorante em Economia e não tenho habilitações para fazer afirmações técnicas da especialidade, diria que esse é um comportamento lesivo do nosso bem estar futuro, agravado pelas dificuldades de abastecimento energético.
Mas tudo isso é muito discutível e a altura é para comemorar o projecto Nabuco.

Sem comentários:

Publicar um comentário