segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Amel Mathluthi

De modo imprevisto, no meio do facebook da minha amiga, vejo este video extraordinário durante uma manifestação em Tunes, em 24 de Janeiro de 2011. Amel Mathluti é uma cantora tunisina que tabém viveu em França.
Comovo-me a recordar, há 40 anos, quando outras Amel chegavam aos cine-teatros de pequenas povoações de Portugal, e a PIDE informava que não ia haver espetáculo.
As coisas avançam, apesar dos recuos que por aí se vêem.
Pena ainda não nos termos centrado em que o objetivo principal é cumprir a Declaração Universal dos Direitos Humanos.
Somos todos mediterrânicos e não cantamos só em dó maior, tónica e dominante.





http://www.youtube.com/watch?v=xdny0FTBohg&feature=player_embedded
















Tradução:

As minhas palavras são livres.
Eu sou livre entre os que não temem,
pertenço aos segredos que nunca morrem,
sou a voz dos que resistem,
encontro um sentido no meio do caos.
Eu bato-me pelos direitos dos oprimidos,
esgotados pelos cães
que roubam o trigo dos lares das pessoas,
que fogem da luz das ideias.

Eu sou livre entre os que não temem,
pertenço aos segredos que nunca morrem,
sou a voz dos que resistem.
Eu sou livre e as minhas palavras são livres.
Nunca esqueceremos
o direito ao pão, nem
os semeadores de sofrimentos,
os traidores.



Mais informação sobre Amel em:


http://www.myspace.com/amelmathlouthi

Sem comentários:

Publicar um comentário