quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Sebastião da Gama


Do obscurantismo dos anos 40 e 50 do século XX ao obscurantismo dos nossos dias, perdoe-se-nos o nacionalismo:



Meu país desgraçado!...
e no entanto há sol em cada canto
e não há mar tão lindo noutro lado
nem há céu mais alegre do que o nosso
nem pássaros, nem água…

Meu país desgraçado!...
Por que fatal engano?
Que malévolos crimes
Teus direitos de berço violaram?


                          Sebastião da Gama (1924-1952)


cabo Espichel

Sem comentários:

Publicar um comentário