segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Um certo olhar acabou

Afinal "Um certo olhar, sobre a força das coisas",  teve o seu ultimo programa no dia 26 de Dezembro de 2010.
Acabaram-se as tertulias sobre os casos da atualidade, um pouco "blasé", um pouco intelectuais, mas sempre solidárias e humanas.
Luis Caetano finalmente explicou o fim do programa. Porque  a direção de programas da Antena 2 invocou razões orçamentais.
Temos então aqui mais um caso de cortes na Cultura, no país europeu com menor percentagem do PIB afeta á Cultura.
Mas como os membros da tertulia são pessoas bem educadas, reagiram bem e fizeram o programa como se nada fosse, comentando alegremente o parecer do embaixador retirante do Reino Unido, Alex Ellis, sobre o carater do povo português:

http://aeiou.expresso.pt/um-bife-mal-passado=s24971

Houve também quem contasse a história de Alfredo Marceneiro, chamado para tapar um buraco num espetáculo de espetadores de que não gostava. Que não se calavam para poder cantar-se o fado. E quando finalmente se calaram, depois de trautear em surdina, abandonou o palco. Mas eles já se calaram, podes cantar, disse-lhe o organizador, pois sim, calaram-se, mas são hipócritas, não canto.
Se calhar é este, o cerne da questão, querem que o pessoal cante, mas são hipócritas...
E como é da praxe, evocaram edições passadas do programa.
Num dos primeiros, a senhora pianista Gabriela Canavilhas afirmou textualmente, a propósito do ministério da Cultura de então: "A Cultura pode ser um motor económico".
Então vá, como se diz em coloquial, liguemos o motor.

É curioso pensar. O programa não foi proibido. Foi racionalizada a grelha de programação em termos de custos. O registo dos programas não foi queimado. (Hipócritas). Pode ser consultado em:

http://tv.rtp.pt/multimedia/progAudio.php?prog=2175&clip_wma=78545

Mas cada programa ocupa uma hora. Quem vai ter tempo e disposição para o ouvir?
A informação esclarecida existe, mas se não acedida como se difunde o esclarecimento?
Paradoxo infernal da sociedade de informação.

Comentei um dos programas, sobre banditismo financeiro, em :

http://fcsseratostenes.blogspot.com/2010/10/um-certo-olhar-em-outubro-de-2010.html

Ver também a tese de mestrado sobre esta tertúlia, de Ana Paula Nogueira Faria de Matos,como análise do discurso, ciencias da linguagem:


http://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/9535/1/tese.pdf


E para não morrer um pouco, como cantava Cole Porter, não se diga adeus, antes continuemos.

Sem comentários:

Publicar um comentário