sábado, 26 de janeiro de 2013

Contra a intolerancia



A cidadã do Barhein, Zaynab Khawaja, protesta pela liberdade de expressão, enquanto uma senhora policia parece admoestá-la.
Entretanto, em Tombuctu, Mali, a cidadã Khaira Arby, cantora que se pode ouvir no Youtube, foi ameaçada por fanáticos de que lhe cortariam a língua se voltasse a cantar.
Mas pode ser que as coisas evoluam, que as mulheres por todo o mundo venham a poder usar os cabelos soltos e cantar.
Penso que os clérigos interpretaram mal o profeta e especialmente, Aisha, a esposa dileta.
Porém, como dizia Oliver Holmes, médico no século XIX, “a mente de um fanático é como a pupila, quanto mais luz incide sobre ela, mais se fecha”.
Embora, salvo melhor opinião, com melhor conhecimento dos textos fundamentais se pudesse atenuar o mal.

Agradecimentos pelas informações, recolhidas no DN, na crónica de Ferreira Fernandes, e nos comentários do provedor Óscar Mascarenhas.

Sem comentários:

Publicar um comentário