quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Petição contra a fome à atenção do G20 de novembro de 2011



Petição em:
http://www.one.org/international/


"Dear World Leaders,
The famine in Somalia could kill 750,000 in the coming months, and tens of thousands have already died. When you meet at the Group of 20 (G20) Summit in November, you have the opportunity to break the cycle of famine and ensure people are hungry no more. Lives are in your hands. Please keep the promises you have made to the 2 billion poor people who depend on farming for their livelihoods."



É uma pena não se poder dizer claramente que há causas para a fome.
Não é apenas a seca, ou a seca tambem tem as mesmas origens na ganancia da economia moderna.
A seca ocorre com o consequencia da politicas em África de abandono da agricultura e pecuária locais em benefício das importações de produtos mais baratos.
Sempre que a transferencia de mão de obra do setor primário para o setor terciário ultrapassa o razoável, a economia local desequilibra-se.
Já é uma afirmação sustentada pela experiencia.
Passou de empírica a científica, devidamente comprovada pela experiencia.

É isso que não se pode explicar claramente ao G20, porque lá se iriam as teorias dos professores universitários de economia, e a crença cega no mercado e na auto-regulação, e a esperança cega num futuro melhor depois da austeridade máxima.
Falam os economistas que a austeridade máxima é necessária para se poder ter a esperança, mas eles sabem que um país com pequeno PIB mais facilmente cresce; por isso não se importam, embora digam que sim, com a recessão e com o desemprego.

Tambem será interessante relacionar tudo isto com a globalização dos off-shores e dos benefícios fiscais em paises gananciosos da atração dos impostos menores.
Mas ficará para outra portunidade.

Sem comentários:

Publicar um comentário